Aula_1 Metodologias Científicas: Nos caminhos da Ciência

Metodologia Científica

Responsáveis: Isabella G. da Silva e Ana Carolina S. R. de Carvalho

OBJETIVO

Apresentar uma forma simples e lúdica o conhecimento científico aos estudantes, através de uma atividade investigativa. Mostrar na ciência a importância de se fazer perguntas, de elaborar hipóteses e testá-las através de experimentos.

MATERIAIS NECESSÁRIOS

  1. Para a “caixa misteriosa”:
  • Caixa de sapatos
  • Bolinhas de gude
  • Sementes e grãos de diversos tamanhos
  • Peças de metal
  • Pedaços de tecido
  • Imãs
  1.  Para os desenhos:
  • Papel sulfite
  • Lápis de cor

ROTEIRO DA AULA

Os estudantes irão receber cada um uma folha de papel sulfite e terão os lápis de cor à disposição. Eles devem receber o comando de desenharem como eles imaginam um cientista. É importante que o(a) professor(a) não sugestione como eles devem desenhar o cientista, mesmo que os estudantes façam perguntas no sentido de tentarem validar as próprias ideias, tais como “posso desenhar o Einstein?” ou “posso desenhar uma menina?”, o único comando deve ser “desenhe como você imagina um cientista”. Esta atividade deverá durar 15 minutos.

Após recolherem os desenhos, o professor iniciará a segunda atividade, a da “caixa misteriosa”. Ele deverá auxiliar os estudantes a formarem 5 grupos, e cada grupo receberá uma caixa preparada já com os materiais dentro.

Apresente o problema:

Mostre a “caixa misteriosa” e parta da seguinte pergunta: O que existe dentro da caixa?

Permita com que os alunos a observem atentamente e a manuseiem. Cada estudante deverá ter a oportunidade de ter a caixa em suas mãos ao menos uma vez.

A ideia é a de instigar o levantamento de hipóteses por partes dos alunos a partir de um problema a ser resolvido (o que existe dentro da caixa?). Mostrar que as hipóteses são criadas a partir das observações e conhecimentos prévios.

É importante que os alunos não abram a caixa em nenhum momento – sugerimos que o professor aguarde-as após o manuseio dos alunos.

Desenvolvimento do método científico:

Estimule os alunos a justificarem as suas proposições do que há dentro da caixa e introduza o termo “Hipótese” mostrando que é o que eles estão fazendo.

Leve os alunos a se perguntarem como testar as hipóteses formuladas, por exemplo, balançar a caixa para verificar se há algum barulho específico. Eles estarão propondo um método para coletar informações sobre o problema. Permita que eles façam os testes propostos e ajude a sistematizar os resultados. Seguindo o exemplo acima, o resultado obtido da análise seria a presença ou ausência de som.

Verifique se eles estão satisfeitos com os resultados obtidos e se já podem formular uma conclusão através da interpretação da informação obtida. Seria interessante escrever esses termos na lousa para ajudar na fixação: hipótese, método, resultados e conclusões.

Favoreça a discussão entre os alunos de cada grupo para que decidam a melhor representação para o que supõem haver dentro da caixa, sem impor nenhuma condição inicial, permitindo que utilizem a criatividade, o conhecimento e suas observações. Isso é importante para que, num momento seguinte, você possa discutir com todos os grupos quais respostas foram elaboradas com elementos mais próximos dos da Ciência.

Fechamento:

Em seguida, após cada grupo expor suas ideias, a classe, sob sua coordenação, realize uma discussão geral, buscando semelhanças e diferenças entre os modelos e discutindo a validade de cada um. Você pode até mesmo sugerir que um modelo final seja construído coletivamente pela classe.

VERIFICAÇÃO

Após a prática da “caixa misteriosa”, é importante verificar se os estudantes conseguem fazer uma relação desta atividade com a prática do cientista. Pergunte para a turma qual é a relação desta atividade com a ciência. Permita que cada estudante coloque sua opinião sobre esta questão. 

INFORMAÇÕES EXTRAS

  1. Sugestões

Você pode utilizar questões como essas para guiar a construção do modelo:

– Você consegue enxergar o que tem dentro da “caixa misteriosa”?

– Como pode descrever o que há lá dentro?

– Que recursos utilizará para elaborar um modelo para essa caixa? 

REFERÊNCIAS

Vinturini, E. F.; Vecchi, R. de O.; Iglesias, A. (2014). Sequências Didáticas para a Promoção da Alfabetização Científica: Relato de Experiência com Alunos do Ensino Médio. Experiências em Ensino de Ciências, v. 9, No. 3.

Rodrigues, M. A. (2013). Brincando de Ser Cientista: Uma Forma Lúdica de Vivenciar o Método Científico. Lat. Am. J. Phys. Educ. v. 7. No. 1, March.

PARA SABER MAIS

Animated Science, Episode 1. The Scientific Method. Univesitat de Barcelona. Youtube. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=tUP8rFWzVt4>. Acesso em: 29 de fev. 2020.

Cunha, S. L.; Lima, A. L.; Carneiro, A. S.; Santos, L. G.; Silva, R. L. J.; Guimarães, E. M.. Caixeta, J. E.; Freitas, M. de L. L.. Pequenos Cientistas no Ensino de Ciências: Análise dos Conceitos Ciência e Métodos Científicos Num Projeto Educacional. (2016). Investigação Qualitativa em Educação. v 1.

Driver, R., Asoko, H., Leach, J., Scott, P., & Mortimer, E. (1994). Constructing Scientific Knowledge in the Classroom. Educational Researcher, 23(7), 5–12.